Rosemeire Garófolo Psicóloga



Boas vindas!

780x824

Boas vindas!

Olá,

Aqui será um espaço interessante onde compartilharei um pouco do meu trabalho na psicologia.  Espero que seja relevante para você!

Somos seres complexos, muitas vezes não entendemos a forma como agimos e porque agimos, tampouco  o que motivou determinadas escolhas.

Carregamos conosco nossa própria história de vida com todas as experiências que moldaram o adulto que somos hoje, influenciando nossas escolhas com seus valores e desejos que impactam a maneira que cada ser decide se relacionar com o mundo.

Além disso somos influenciados pela cultura que nos cerca, com  suas crenças e regras, das quais nem sempre concordamos, mas acabamos indo na onda para sentirmos que fazemos parte de algo maior.

Sou psicóloga, e sei que o processo terapêutico permite que cada um olhe para si, perceba sua história e as influências que motivaram suas escolhas, fazendo com que reflita sobre o momento que se encontra atualmente.  É preciso olhar para dentro!

Num primeiro momento pode nos causar algum estranhamento  e pode até ser sofrido, mas isso só acontece porque não estamos acostumados a olhar para nós mesmos. Tem uma fábula que gosto muito e retratará bem isso que estou dizendo:

Uma senhora procurava algo em uma rua deserta, à noite, embaixo de uma luz pública. Uma pessoa que ali passava ficou comovida com a mulher e foi ajudá-la:

– O que a senhora procura? Perguntou-lhe.

– Não importa muito, mas  já que insiste… perdi minha agulha. Se puder me ajudar a encontrar  ficarei grata!

Depois de persistir na procura a pessoa indagou:

– Aonde exatamente a senhora perdeu? Caso contrário vai ficar impossível encontrar!

– De novo a sua pergunta não tem importância, mas como sei que vai insistir vou falar. Perdi dentro de casa.

–  Dentro de casa? Mas, porque está procurando aqui fora? Indagou surpresa.

–  Porque aqui fora tem um pouco mais de luz, dentro  de casa está mais escuro!

Quando olhamos para dentro de nós parece tudo muito escuro e sombrio, nossos olhos não estão acostumados porque já nos viciamos em procurar “fora de casa”. Procuramos nos objetos, no carro do ano, na roupa de marca, nas relações conflituosas, no trabalho que não nos conecta com nossa essência, nos vícios e por aí vai.

Mas, se insistirmos nessa busca, ficaremos encantados de como nosso mundo interior pode ser iluminado e rico, e principalmente, nosso melhor aliado para uma vida rica de significado. E o melhor de tudo, você não precisa estar só nessa viagem ao autoconhecimento!

Vamos juntos?

Se você quiser conhecer um pouco mais sobre o processo terapêutico clique aqui e agende um bate papo online, é gratuito!

 

 

 

Postagens Relacionadas

Venha bater um papo e tirar suas dúvidas!

Só clicar!